terça-feira, 22 de outubro de 2013

[RESENHA #65°] A lenda do Lago dourado

A lenda do lago dourado
Edson Vanzella
Antes de mais nada gostaria de dizer que a gente nunca deve julgar um livro pela capa, e esse livro é a prova disso.
O livro conta sobre um jovem que é reconhecido pelos Estados Unidos da América um jovem de inteligência elevada e, é chamado para fazer o teste do programa de superdotados e testar o seu QI. 
A lenda do lago dourado retrata obviamente de uma lenda da qual se é contada que existe um lago mistico onde há uma luz dourada, só que: há muito mais por trás disso. Se o jovem que foi ''abençoado'' entrar no lago e for tocado por um ser de ''luz'' ele receberá dons que farão que ele se torne o máximo, porém ele deve usar esses dons para detonar a ''Fraternidade da escuridão''. Para você ter ideia, as pessoas que fazem dessa fraternidade são aquelas pessoas que gostam de ditar, e causar o mal. Como exemplo dá no livro que o último mal em pessoa da fraternidade foi o próprio Hitler.  
David, o menino de 16 anos que passou no programa de superdotados foi chamado pelo governo para servir como um cientistas e ele vai em viagens fazendo pesquisas, ou quase isso... Acontece uma tragédia e a história não se desenrola mais no David, e sim no seu irmão Max. Como o pai de Max e David tem mais uma filhinha pequena, eles a contaram a história do lago, e a mesma queria conhecer pessoalmente. Max, acaba sendo um escolhido e as coisas começam a pegar fogo, a história vai desenrolando, vai causando mistérios e você na busca de desvendar vê que o livro acabou e você quer mais... 
Porém tenho um ponto muito importante, a diagramação é simples demais, sem graça. Não existe adorno nem nos capítulos. Tornando uma edição pobre da qual poderia ser um sucesso. Encontrei vários erros, faltando vários acentos etc. e ainda que, a capa tenha a ver com a história do livro, eu e muitas pessoas não nos surpreenderíamos com ela do tipo ''preciso desse livro'' porque querendo ou não existe um marketing todo atrás de uma capa, aliais, se não ligássemos para capa bastava uma folha especial usada em livros com o título. Ou seja, com isso as pessoas não comprariam essa grande história imensamente fantástica e arrebatadora.
A narração é gostosa, original e criativa. É um livro que eu super indico. MESMO! (até já emprestei ele para um amigo, terminei de ler do lado dele e passei)  É FANTÁSTICO. Leva a pontuação de 3 cubinhos.

2 comentários: